Você está lendo:
Especial: Dois anos do álbum “I Cry When I Laugh”!

Exatamente hoje (21/08), o álbum I Cry When I Laugh de estreia da Jess Glynne, completa seus dois anos de lançamento!

 

O álbum

Jess escolheu o nome do álbum muito antes de começar o projeto. A princípio porque é verdade, ela realmente chora quando ri e o álbum é baseado em esperança! Achar positividade em tudo.

O conceito

Jess realmente se empenhou em fazer uma arte harmoniosa com o tema. A capa mostra um efeito azul saindo de seu olho esquerdo (direito pra nós). Aquilo representa uma lágrima! Dentro dela há vários recortes do álbum o que representa que o álbum está litelramente “saindo” da Jess. Ela está “chorando o álbum”! O tema mostra a cantora nua e molhada, estampando a sua fragilidade!

 

FAIXA POR FAIXA

 

1. Strawberry Fields (Intro)

A música curta, que serve como introdução do álbum, fala dela quando criança, conta uma pequena história que introduz à segunda música do disco.


 

2. Gave Me Something

É uma canção sobre dar uma chance e agarrá-la. “Você me deu algo que eu não tinha antes, agora vou retribuir apenas para você parar de falar”.


 

3. Hold My Hand

Essa foi a última música que Jess escreveu para o álbum. É sobre passar por algo na vida e saber que terá alguém para contar, alguém que estará ao seu lado. Ela compôs com sua amiga Jin Jin, as duas entraram em caminhos diferentes durante a composição mas conseguiram conciliar.


 

4. Real Love

No exato momento que Jess estava assinando seu contrato com a gravadora, teve seu coração partido! Ela estava passando por um momento muito delicado onde ao mesmo tempo que estava a viver seu sonho, estava emocionalmente abalada. A música que na verdade é uma outra parceria entre ela e o grupo Clean Bandit, fala sobre o amor verdadeiro, não importa como seja. “Está em todos os seus jeitos e eu posso ver que é real”.


 

5. Ain’t Got Far To Go

Ela escreveu bem no comecinho da sua carreira com o produtor Knox Brown. Ela diz que na verdade essa música é como se estivesse dando um conselho para ela mesma. A música fala sobre não se deixar abalar. Também um grande tapa na cara dos haters! “Você me puxou pra baixo e eu te deixei ir. Eu disse que ia provar que você estava errado. Agora estou aqui de pé firme e forte”.


 

6. Take Me Home

Essa todo mundo conhece né? A música tomou grandes proporções no Reino Unido. Embora tenha se tornado hit foi escrita nos piores momentos da cantora. Ela estava na casa de um amigo jantando, seu amigo pediu para que ela cantasse algo (ela não sabia que ele escrevia músicas). Algumas semanas depois ele apareceu com as ideias juntas e transformou numa música. Jess lançou o clipe de Take Me Home e pouco tempo depois divulgou a versão “One Shoot”. Esse foi o momento no qual Jess se expressou ao máximo. Ela escreveu uma descrição contando sua trajetória!

Quando eu escrevi essa música eu estava lutanto comigo mesma, tentando entender por que estava tão quebrada, por que eu fui deixada e estava sofrendo tanto, por que eu me senti como se tivesse perdido algo que nunca poderia ter de novo e por que sinto como se tudo fosse minha culpa. Me senti como se nunca ficaria feliz de novo. Estava assinando meu contrato com a gravadora e meus sonhos estavam se tornando realidade mas a pessoa que eu amava não estava lá e eu não escondi o fato de que minha alma estava desequilibrada.

Escrevi essa música quando estava com raiva e nada fazia sentido. Eu não sabia como passar a empatia que estava sentindo. Uma vez escrita, me deitei e não consegui escutá-la por meses e meses e aos poucos fui vendo minha vida por uma perspectiva diferente. Meu amigo me disse para eu me dar espaço e tempo e é verdade, isso é tudo o que precisamos. Fui lembrada de quem eu sou como pessoa por alguém que se preocupava muito e não me deixaria abalar. Eu estava me dando a oportunidade de fazer um álbum e ter uma carreira fazendo o que amo, o que é algo que eu me esforcei muito por vários anos e eu não iria deixar que um coração partido me levasse. A esperança por trás de um coração partido foi minha nova perspectiva de vida. Eu revisei essa música e a editei. Mudei o foco sobre me sentir culpada comigo mesma e pela pessoa que ao menos merecia essa atenção, para uma sobre a pessoa que me acolheu antes que eu atingisse o chão e me fez acreditar em mim mesma de novo. Essa música foi escrita pra você. Não a pessoa que partiu meu coração muitas vezes mas sim a que me ajudou, me salvou de afogar em algo que eu não deveria. Essa música é agora sobre gratidão e escutar conselhos de pessoas que se importam e estão ao seu lado quando precisa. Então, obrigada.

Quis compartilhar essa versão do vídeo pois é tudo o que a música realmente precisa mostrar. Estava nua e sozinha numa sala com uma câmera, despida, frágil e vazia. Havia um tempo que eu não conseguiria me sentir pior comigo mesma. Quando eu estive lá e cantei essa música no dia que fizemos esse vídeo, eu não poderia estar mais grata por todos ao meu lado na minha vida. Jo’lene teve a ideia para Take Me Home e eu não poderia achar mais perfeito, e normalmente posso me ver como eu quero estar nos videos mas desta vez não pude. Os dois, Jo’lene e Declan (Whitebloom, famoso diretor de vídeos que já trabalhou com Taylor Swift, 1D e Hilary Duff) fizeram esse vídeo e tomaram todo o controle criativo em algo que fui incapaz de visionar pois era muito pessoal. Eu não tenho como agradecer a vocês dois por algo que represente tanto eu e a música. Para a pessoa que falou que me curaria, essa música é pra você!


 

7. Don’t Be So Hard On Yourself

A primeira estrofe dessa música diz realmente sobre a Jess. “Eu cheguei aqui com um coração partido que ninguém conseguia ver” . Jess fala que chegou muito rápido nessa indústria, com agentes, produtores, e na época que seus sonhos estavam se realizando ela literalmente pintou um sorriso em seu rosto e quando ia pra casa estava completamente arrasada.


 

8. You Can Find Me

É uma das músicas preferidas da Jess. Ela na verdade escreveu para os seus amigos. Ela como artista precisa estar em vários lugares toda hora, e não importa aonde esteja eles sempre podem encontrar ela. Ter alguém com quem contar.


 

9. Why Me

“Essa é uma música de frustração”. Quando se passa por um término você sempre tem desses momentos de colocar tudo pra fora. “Por que eu? Eu nem ao menos sabia…”


 

10. Love Me

Essa música é como uma continuação de “Why Me”. É no momento que você passa da fase de frustração para a fase de se sentir melhor de novo. Para Jess, essa provavelmente é uma das músicas mais “arrogantes” dela. É basicamente contar pra pessoas que elas vão amar você!


 

11. It Ain’t Right

Ela tem duplo sentido. Enquanto ela significa sua relação com a indústria da música e todos os seus problemas é também sobre sua relação amorosa! Que nada era o suficiente.


 

12. No Rights No Wrongs

Foi uma composição bem divertida. Ela estava com sua banda e cada um começou a tocar um instrumento, Jess e JinJin começaram a cantar e pra ela foi bem legal. Foi uma letra difícil e animada, uma de suas preferidas.


 

13. Saddest Vanilla (com Emeli Sande)

No dia da composição, ela e Emeli foram almoçar apenas se conhecendo um pouco, as duas partilharam histórias sobre suas vidas, infância.. e logo ao lado havia uma criança tomando sorvete. Daí surgiu a ideia “Essa foi a baunílha mais triste que eu já provei”.


 

14. Right Here

Ela escolheu a canção para ser a última do álbum pois é a mais distante que ela tem do conceito do álbum. “Finalmente estou onde deveria estar”. Para a Jess significa o começo do fim.


 

Para os que não sabem, toda a história do álbum se deve pelo relacionamento com uma garota. Jess não gosta de se rotular como algo: “Sou apenas uma pessoa que gosta de pessoas”.

 

Seus singles solo foram respectivamente Right Here, Hold My Hand, Don’t Be So Hard On Yourself, Take Me Home e Ain’t Got Far To Go. Em parcerias foram Rather Be e Real Love (com Clean Bandit) e Not Letting Go (com Tinie Tempah).

 

O álbum ficou em 25 na Billboard 200 e permaneceu nos charts por 14 semanas. Foi 3x platina no Reino Unido e já esta beirando as 2 milhões de cópias vendidas.

 

Confira também na nossa galeria várias scans e photoshoot do álbum!

Confira o álbum completo aqui

Estamos agora na espera do novo álbum de estúdio da cantora que pelo visto vem coisa boa por aí. Jess esteve em estúdio com nomes de peso e já está se preparando para a volta! Só vem hino!!!


COMENTÁRIOS

Últimas atualizações da Galeria

© 2014 Jess Glynne Brasil | Hospedado por Flaunt - Layout, Direitos reservados.